maio 04, 2009

Viver doi?



VIVER NÃO DÓI

Carlos Drummond de Andrade


Definitivo, como tudo o que é simples.

Nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.

Por que sofremos tanto por amor?

O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez companhia por um tempo razoável, um tempo feliz. Sofremos por quê?

Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas,

por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos,

por todos os filhos que gostaríamos de ter tido juntos e não tivemos,

por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado,

e não compartilhamos.

Por todos os beijos cancelados,

pela eternidade interrompida.

Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco,

mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema,

para conversar com um amigo, para nadar, para namorar.

Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco,

mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas angústias se ela estivesse interessada em nos compreender.

Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.

Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam,

todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.

Como aliviar a dor do que não foi vivido?

A resposta é simples como um verso: Se iludindo menos e vivendo mais!!!

A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade.

A dor é inevitável. O sofrimento é opcional."


>>>**<<<

Gosto muito deste texto,

especialmente pela mensagem da última

frase "A dor é inevitável.

O sofrimento é opcional"

pura verdade não é mesmo...

então, pense nisso quando

tiver uma dor...

se puder escolha não sofrer

:)

Obrigada pela visita e pelo carinho de sempre...

Bom começo de semana, Beijos na alma!

:*

24 comentários:

Mariangela Buchala disse...

Lindo Grazi! Acho que todas nós passamos por isso. Viver o presente é essencial! bjs

Alberto Lozéa disse...

Olá... Escrevi um pouco sobre relacionamentos curtos no meu último post do Sexy Help Desk. Convido vc e suas leitoras a conferir!!! Bjao do SHD...

Alberto do Sexy Help Desk publicou um post sobre.. A cultura do desapego

Palma da Mão disse...

Sem duvida minha amiga Gaby, sem duvida, realmente se olhar-mos para a dor e para o sofrimento, a primeira todos temos, o segundo, podemos ensinar-nos a não o manter por perto, mas não é fácil...
Somos feitos de sentimentos, e quando um deles é demasiado importante...é raro não sofrer-mos...
Beijinhos miga
Liliana

FRAN "O Samurai" disse...

Olá!

Carlos Drummond é um cara e tanto. E digo mais, viver sói apenas se a gente mexer na ferida! Entende?

hehehe!

Abraço.

Alessandra Prado disse...

Já sofri bastante, mas com o tempo aprendi a não sofrer e apenas desfrutar das coisas boas.

Tatiana disse...

Por enquanto algumas coisas por dentro de mim estão doendo...
Mas passam... tudo passa!

Vim apreciar e lhe trazer o meu carinho

Beijos

Nanda disse...

Linda

Doi é ver a vida passar e não vive-la, não experimenta-la, não senti-la...
Doi é não arriscar...
É ter uma vida morna...

Viver... com todos os onus e bonus... é sempre maravilhoso...

beijos e saudades...

boa semana

Blue disse...

A se pudéssemos esolher não sofrer!Mas existem coisas que quem manda, é o corção, não a razão! Bjs

bondearte disse...

Ola Gaby,
Àcho que sempre nos apaixonamos pela imagem que criamos do outro, e desta forma sofremos porque há uma diferença entre a imagem que criamos do outro , e o que o outro realmente é.
Más é assim mesmo , no amor só se aprende na pratica.
Beijos

FRX disse...

as vezs dói mesmo
os pensamentos doem

Mônica Angeleas disse...

Gaby, Sentir dor, alegria, angustia e entusiasmo significa que estamos vivas. Bjs

Katy Cris disse...

Este poema é lindo!!!!!!
E pensar que é tão simples escolher sofrer ou não....
Acho que muitas vezes gostamos de sofrer....
Já sou seguidora.
Bjs!

εïз εïз Essencia Feminina εïз εïз disse...

Bom Dia Miga Gaby

Sumida..rsrs
Por onde vc andou menina ? rsrs
E bom ver vc sobrevoando meu Jardim novamente...^>~
Gaby,se vc tiver msn me add,dai poderemos trocar ideias,eu fiz um blogger novo para testes,se vc quiser conhecer...

http://docessencia2.blogspot.com

Uma maravilhosa 5°feira.

Doces Beijos

Doce Essencia

C. Camargo disse...

bom dia querida...
uma ótima quinta pra ti tbm...

muitíssimo obrigado pelo comment...

bjs

Sandra disse...

Linda!
Muito lindo o texto. A parte final é maravilhosa.
é isso dai.
Olha estou fazendo umtexto sobre os nomes dos blog. Vai ficar legal.
Espero que você goste.
Sandra

Everson Russo disse...

Olha eu aqui tambem, visitando e seguindo esse seu espaço belissimo...beijos na alma e um lindo final de semana...

www.olivrodosdiasdois.blogspot.com
www.oultimobarcodoplaneta.blogspot.com
www.givemeshelter.zip.net

Roberto Ney disse...

Drumond é sempre pertinente e sempre acerta no que diz...
gostei do blog.] viu menina-mulher, hehe!
" sempre cheirei a mulher", gostei disso... segurança, maturidade e auto-confiança...
abraço!

Tatiana disse...

Hoje venho agradecer as suas palavras e carinho.
É muito bom abrir o meu blog e ler comentários como o seu...

Um beijo com meu carinho, amizade e admiração

Barbara disse...

Tô sim sentindo a dor de ter um filho que cortou relações comigo - por eu querer que ele tenha os 35 de idade que tem e não 15....entende?
A dor é inevitável mas se estou doída, tenho que usar da serenidade comigo, serenidade acima de tudo, para vencer as injúrias ouvidas e sentidas.
No silêncio um pouquinho e agora comunicando me.
Não quero sofrer e para isso precisei entender que não sou especial em nada e que a dor bate a minha porta sim.
Agora, é continuar caminhando com humildade/serenidade, e nisso, colaborando comigo mesma.
Obrigada.
Carlos Drummond não se comenta - se reverencia.

εïз εïз Essencia Feminina εïз εïз disse...

Oi miga ^.^

Saudade de vc menina..rsrs
Tens que arrumar mais tempo,viu...vc faz falta no meu Jardim !
Ahh eu vi que vc colocou a imagem que te mandei:0) fiquei feliz.
Mas,obrigada por lembrar de mim e vir me visitar msm em tuas correrias.
Um lindo fds a ti.

Doces Beijos

Doce Essencia

Gleiciane disse...

Amiga passei p/desejar um lindo fim de semana p/vc e deixar um grande bj!!

disse...

Oi princesa!!! Vim deixar meu carinho e o desejo de que esse fds seja cheio de surpresas boas!!!Bjsssssss

Helô Müller disse...

Nossa, adorei reler este texto de Drummond !! Perfeito demais da conta ... Uma tremenda lição de viver !!
Uma semaninha redonda procê, Gaby !
bjos
Helô

Kleiton - Simplesmente Ser disse...

Texto impecável bjos, parabéns pela escolha