abril 17, 2009

Pense nisso...




















Foto: Internet


“Às vezes estamos sem rumo,
mas alguém entra em nossa vida,
e se torna o nosso destino.
Às vezes estamos no meio de
centenas de pessoas, e a solidão
aperta nosso coração pela falta
de uma única pessoa“.

(Luiz Fernando Veríssimo)

>>* <<

Eu já estive nessa cituação por vezes e
vc... Tem saudades de alguém?
-
Obrigada pela visita e pelo carinho de todos...
Bom final de semana...
Beijos na alma!

12 comentários:

Avassaladora disse...

Claro que sinto Gaby... Tantas pessoas a nossa volta... Mas o vazio é imenso... Aquela pessoa especial não está...
E sem ela tudo perde a graça!

Mas temos que seguir... seguir... e seguir..


Beijos!
Uma lindo fim de semana pra vc tb!!!

Pelos caminhos da vida. disse...

Sinto saudades dos meus irmãos que partiram dessa vida.
Essa saudade dói na alma.

A vida continua...

Fim de semana de luz Gaby.

beijooo.

Paulo Tamburro disse...

Tenho saudades das saudades que já tive.

Hoje, elas são tão distantes que desapareceram na névoa da realidade, esta sim, que não deixa mais saudade nenhuma.

Ter saudade do egoismo humano que nos cerca?

Da destruição consciente do planeta que deveríamos estar cuidando para as próximas gerações?

Dos abortos assassinos, que matam no nascedouro da fecundação um ser ao qual foi negado existir conosco?

Dos estupros de filhos e filhas de pais(?) presentes na hora da bestialidade insana de uma mente doentia e , da mãe ausente que entrega, qual Salomé desejava, a cabeça da sua filha ao monstro que ela conheceu ontem, e já o colocou dentro da sua casa?

Ter saudades,amanhã do que estamos vendo e sentindo,hoje?

O tempo da saudade já passou.

Passou o tempo da saudade de um natal que, tinha cheiro e cor de flamboaiã e de flores vermelhas, da cor da roupa imaginada infantilmente , de Papai Noel.

Saudade não existirá no amanhã, se continuarmos hoje, sermos os algozes da nossa própria sobrevivência.

Desmatando a natureza e as nossas almas, criando erosão,no solo e na nossas sobrevivências,provocando com entulhos de plásticos o sufocamento da vida nas águas e do ar que respiramos.

Não é pessimismo!

É melhor reconhecer que não teremos razões para saudades no amanhã, pois quem sabe,só assim, encontraremos , hoje mais poesia nesta vida esgarçada de dor e sofrimento provocada pela volúpia do ser humano em só "ter" e, nem pensar, em "ser".

"Porque gado a gente marca
Tange, ferra, engorda e mata
Mas com gente é diferente.

Se você não concordar
Não posso me desculpar
Não canto prá enganar
Vou pegar minha viola
Vou deixar você de lado
Vou cantar noutro lugar"

TRECHO DA MÚSICA ,DISPARADA DE GERALDO VANDRÉ!

Paco Bailac disse...

Feliz fin de semana.

Paz


pacobailacoach.blogspot.com

Palma da Mão disse...

Oi Gaby, pergunta delicada minha amiga...
Sim, eu sinto saudades, tantas saudades de quem não voltarei a ver, do meu pai, dos meus amigos que partiram, apesar de os manter vivos dentro de mim, não poder beijá-los, abraçá-los doi demais...
Mas a vida faz-se em frente...
Beijinhos
Bom fim de semana linda
Liliana

Me permita disse...

Oi, querida! Desculpe a demora em te visitar... Semana muito atribulada e tava com problemas na conexão da internet... Belo texto! Já estive assim... Aposto que vc já sabe quem procuras na multidão... rs Ache-o! Bjim!

neide disse...

Minha querida Gaby
Já passei por isso, muita gente e sentir falta de uma só... Mas isso faz tempo, ainda bem, passou.

Te desejo uma ótima noite e um domingo maravilhoso.

Bjsss

Café da Madrugada® Lipp & Van. disse...

=) meu amor.
ele foi embora faz alguns dias.
O final de semana com ele às vezes é eterno, mas ao mesmo tempo passa tão rapido!

Dor de saudade pode nao parecer pior que dor de amor... mas dói, e doi tanto! Dói muito.

Booom, nao sei se estou voltando ao blog ativamente, mas adorei visitar aqui e comentar...

Vanessa.
Café da Madrugada.

Úrsula Avner disse...

Oi Gaby, cheguei ao seu lindo blog através de outro blog de poesias que acompanho. Escrevo poesias e estou em aprendizado constante. Suas postagens são lindas e de muito bom gosto. De fato, podemos estar solitários em meio á multidão e isso acontece com frequência. Bjs com meu carinho.

Blue disse...

Saudades tenho sim e muitas, que me deixam desnorteado, sem rumo, sem saber o que fazer! Beijos

Erica Maria disse...

Ah, quem não sente?

Bela escolha!

Adoro o Verissimo!

Bjos em teu coração!

Mariangela Buchala disse...

Lindo texto...traduz um momento q estou vivendo agora. Mas há também uma sensação de que algo está pronto para se abrir. Obrigada.